Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009

ANJOS DE SOLIDARIEDADE!

Quantas vezes ouvimos falar de pessoas que nos finais de semana saem de suas casas e vestem uma roupa diferente do que habitualmente costuma vestir, para doar-se de corpo e alma ao trabalho voluntário em prol de gente que precisa nas estradas, nos hospitais, nas vilas e lugarejos ermos sem atendimento médico, sem reconhecimento social. Em São Paulo esses grupos formados por médicos, paramédicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, profissionais liberais em geral, que se revezam estendendo a mão a quem precisa e salvando vidas com um trabalho voluntário, denominados anjos do asfalto, anjos do riso, anjos solidários, anjos celestiais e suas ações solidárias por amor ao próximo e à vida humana. Bem que aqui podíamos ter um céu solidário, um paraíso de anjos visitando nossos hospitais saturados de trabalho, com uma demanda de leitos precária, funcionários frios e descontentes, e um doente que precisa de um apoio, de um amparo,…

A Música Popular Brasileira

Fica difícil imaginar como um país tão grande como o nosso, de dimensões gigantescas e com um acervo musical tão significativo e uma diversidade cultural das mais expressivas no cenário mundial, possa viver sob a postura ditadora do mercado de entretenimento e fonográfico que na sua ânsia de massificar a nossa música e suas vertentes criadoras, a cada dia que passa diminui os espaços de nossos artistas, afunilando em pequenos eventos suas apresentações e marginalizando nossos compositores e intérpretes em razão de uma cultura de mercado que só visa o lucro e nenhuma contribuição cultural para a sociedade. É sempre uma grande surpresa, quando saímos de casa para irmos a um show de música brasileira e sequer conhecemos o artista, a sua música, a sua história. Logo após o show temos o grande prazer de absorver e digerir, consumir sua música com um prazer indizível, com uma satisfação que não cabe no peito tamanha a grata surpresa que nos …

III MOSTRA BNB DA CANÇÃO BRASILEIRA INDEPENDENTE

O cantor e compositor Edilberto Abrantes esteve na última quarta-feira 17 de Setembro na cidade de São Bentinho-PB, a convite do CCBNB para fazer um show na festa da padroeira daquela cidade do Sertão paraibano. O cantor que tambem estará na programação do CCBNB da III MOSTRA BNB DA CANÇÃO BRASILEIRA INDEPENDENTE que teve início no dia 12 e terminará em 30 de Setembro, junto com Emiliano Pordeus, Tony e Ninô e Ivan Rosendo no Show "Quatro Cantos" no dia 27 de Setembro no Centro Cultural BNB Sousa.
No dia 24 de Setembro haverá um grande show de Xangai, Cátia de França e Krystal dentro da programação do Projeto Matriz das Artes na praça da Matriz dos Remédios no centro da cidade. Espera-se para este show um público de mais de 2.000 pessoas nesta quinta-feira dia 24 de setembro.
Estaremos lá, se Deus quiser.

NAS ONDAS DO RÁDIO!

O rádio continua soberano desde a sua criação como veículo de massa. Chega aos mais distantes lugares através das suas ondas médias e curtas levando a informação e o entretenimento, com a mesma força de tempos idos. Aqui em Sousa, o rádio começou na década de 70 do século passado, seguindo o modelo de programação das difusoras espalhadas pela cidade e o seu pouco alcance junto à comunidade, alcance este que ainda se vê nas pequenas difusoras instaladas em postes nos bairros da cidade e veiculam mais propaganda comercial e não tem uma programação própria de rádio, apenas transmite o que as rádios AM e FM produzem.
As emissoras AM de nossa cidade tem uma programação melhor que as FMs com seu besteirol político, servindo apenas para fazer politicagem de grupos interessados em ficar na mídia e esta a seu serviço.
Grandes nomes do rádio paraibano e da região de Sousa é destaque na radiofonia local: Barbosa da Silva, George Wagner e Noaldo Rocha na rádio Progresso AM; Aniobel Vicente e Rubism…

A FESTA DO TEATRO.

A cidade de Cajazeiras-PB promoverá de 19 a 21 de Novembro de 2009 o IV CAJAZEIRATO - Festival de Teatro de Cajazeiras que se realizará no teatro Iracles Pires (ICA), promovendo o maior encontro do teatro paraibano do auto sertão da Paraíba. Grupos de teatro de todo o sertão paraibano, cariri, curimataú e litoral do estado estão sendo esperados para apresentações neste festival que está entre os maiores eventos da arte teatral do estado. O sertão vibra, pulsa e consome esta arte maior que é a arte da representação, a arte do palco, da cena, da expressão, da emoção maior do teatro. Sucesso ao IV CAJAZEIRATO no seu objetivo de fomento à cultura. A organização do festival é da ACATE - Associação Cajazeirense de Teatro Amador.

Edilson Ferreira é Show!

Eu fui ao show do violonista Edilson Ferreira no Centro Cultural Banco do Nordeste em Sousa e fiquei feliz com o virtuosismo do artista, com a sua técnica super refinada, a escolha do repertório, a execução das obras por ele executada com maestria, um grande músico, um grande artista que parecia brincar com seu violão, para deleite do público presente maravilhado com a performance de Edilson. Sei que para muitos, a música flamenca soava como uma novidade, dado a sua pouca divulgação em nosso meio, mas o artista maravilhosamente executou com perfeição a arte da música espanhola e deixou muita gente boquiaberta diante de tamanha beleza. Quando ele tocou então música brasileira como Villalobos, Ernesto Nazaré, Garoto, o público delirou e assistiu ao show desse grande músico paraibano com o prazer merecido de uma grande noitada, patrocinada por Edilson Ferreira e o seu mágico violão.
Sousa está de parabéns, a paraíba está de parabéns por te…
INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O XVIII FESTIVAL DO TEATRO ESTUDANTILTEATRO LIMA PENANTE - JOÃO PESSOA - PB
PERÍODO DE INSCRIÇÕES: 15 A 28 DE SETEMBRONOS TURNOS DA MANHÃ/ TARDE/ NOITEINSCRIÇÕES GRATUITASPERIODO DO FESTIVAL - 21 A 31 DE OUTUBRO DE 2009 (OUTUBRO DO TEATRO 2009)UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBAPRO-REITORIA P/ ASSUNTOS COMUNITÁRIOSNÚCLEO DE TEATRO UNIVERSITÁRIO

CCBNB, UM GRANDE PASSO CULTURAL!

Quero parabenizar o Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil pelo grande apoio que tem dado a arte no Brasil, trazendo para a sua programação diária os mais importantes artistas brasileiros do momento. Artistas que tem circulado nos três centros culturais: Fortaleza (CE), Juazeiro do Norte (CE) e Sousa (PB) com grande desenvoltura e performance das mais louváveis.
O CCBNB tem entre seus objetivos junto à sociedade, um que me chama muito a atenção, que é o de formação de plateias, que na verdade é uma aula de cidadania e comportamento às pessoas que frequentam e digerem as apresentações e oficinas que o CCBNB oferece aos seus visitantes e frequentadores. O atendimento é impecável. A qualidade dos artistas é inquestionável.
Sempre vou ao CCBNB e participo de sua programação assistindo troca de ideias entre poetas, escritores.
Ultimamente fui a um festival de violeiros e foi um espetáculo!
Parabéns a todos que fazem essa oficina cultural…

SEM DINHEIRO, NÃO!

A cultura para ser gerida em qualquer de suas formas necessita muito mais que boa vontade e determinação das pessoas envolvidas e inseridas nas manifestações culturais. É preciso muito mais que amor e paixão, que trabalho de equipe, que pesquisa para manter viva as culturas tradicionais que ao longo do tempo fazem parte do dia-a-dia do nosso povo brasileiro. É preciso dinheiro! investimento no homem e na obra. Não se faz nada para resgatar do tempo a preciosidade de uma manifestação cultural, seja ela uma dança, um ritmo uma música, uma manifestação folclórica, etc.
Não se faz cultura sem dinheiro, sem investimento, sem verba disponível, sem subvenção para a cultura. Nossos governantes ou sonham demais ou não tem sequer ideia de como é necessário gastar com cultura. Sem isso, não há como fazer cultura. Um bom exemplo do retorno que a cultura dá a quem investe, é só visitar países como Espanha, França, Holanda e Estados Unidos. Esse…

Sorriso da Independência!

Um dia 7 de Setembro bem diferente foi o que o cidadão sousense viu nos desfiles em comemoração ao dia da independência do Brasil. As escolas do município deram um show de patriotismo e cidadania, através de alegorias e coreografias especiais chamavam a atenção da sociedade sousense para o problema crescente da violência nas escolas, em nossa periferia, como tambem da insegurança que vive a nossa população.
O meio-ambiente tambem de forma primorosa foi destaque nas alegorias das escolas da região, alertando o cidadão para o lixo jogado nas ruas, nos rios, em terrenos baldios.
O trânsito e a falta de educação de motoristas que dia-a-dia ver o crescimento de acidentes pela negligência e infrações cometidas.
O cidadão aprovou as mudanças ocorridas no município através de uma gestão séria, que pouco a pouco vem mostrando a sua cara e um novo jeito de encarar os desafios, com austeridade e planejamento, arrojo e trasnsparência, a cid…

Esqueceram de mim, brazuca!

Eu tinha lá meus dezesseis anos de idade e se bem me lembro era uma época que se falava muito em ditadura, comunismo, tortura, fulano é subversivo, censura, cultura monitorada, vigiada, estado de sítio, toque de recolher, etc. Era uma época que se dizia que o país estava sob as ordens dos generais, que estávamos sob uma ditadura militar com seus atos ditatoriais e como todos os nossos vizinhos sulamericanos viviámos na fragilidade da democracia dos trópicos em que se sucediam golpes militares, em que se sucediam governos e mais governos cada um dirigindo seus países ás cegas sob a regência de países industrializados, interessados no mercado latino americano e principalmente no vasto mercado territorial brasileiro.
Pois é, eu vivi a ditadura, a apertura, a abertura, e a coisa não mudou nada continua dura, sem tortura física é claro, mas tortura psicológica ah! isso é constante.
Nossos políticos estudaram tanto a política e suas est…

AOS POVOS INDÍGENAS...

"Índio quer apito, se não der pau vai comer... eu ser índio e voce, ser cara pálida! são expressões que aprendemos no nosso dia-a-dia e faz parte de nossa cultura de homem civilizado, e está até inserido no contexto de nossa constituição que o índio, o sílvicola, é inimputável perante a lei e não responde por seus atos. Já perguntaram isto ao índio? se ele aceita ser diferente? se ele quer ser visto e tratado pela sociedade como há quinhentos anos atrás? como um animal preso numa gaiola, numa reserva demarcada pelos governos que sufocam sua cultura, sua língua, suas tradições, seus mitos e crenças em prol de um modelo falido de sociedade em que o homem é o bicho do homem, o único animal predador de si mesmo?
Precisamos crescer e renovar nossa gramática, nossa didática, nossa história e legar aos povos índigenas desta terra, o status de povo massacrado pela ganância do europeu falido e aventureiro que aqui chegando foi …