Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

Comer pelos Ouvidos!

Comer pelos ouvidos é engolir a seco
as palavras de uma língua que fala barato,
é como se fosse uma poluição sonora
que distorce e não se entende nada.
Comer pelos ouvidos não é fácil, quando
o que se come tem um som macabro,
tira do ambiente as canções do vento
e do corpo faz perder o rebolado.
Comer pelos ouvidos é ardente, quando
a boca que alimenta é apimentada,
pica das orelhas aos tímpanos
e dos olhos tiram lágrimas.
Comer pelos ouvidos é não se alimentar,
quando quem sente fome é um mendigo
e quem fala é um candidato.

Ulisses Maia (Angola/África)

Vou Voltar Pro Mato

Quero voltar para a roça, voltar para o mato feito bicho que sou, viver no rudimentarismo da minha ignorância, da minha incapacidade de viver socialmente, viver em comunidade. Quero sair daqui dessa vida provinciana, desse lugar suburbano onde não canta mais um sabiá... Onde não se faz mais serenatas! Onde não se articulam ideias construtivas para um projeto de melhoria do cidadão; onde ninguem vive seus limites, mas no limite do seu stress, da sua infração, do desrespeito as liberdades individuais. Quero voltar para a campina da serra, para o grotão, para o ôco do mundo, pois lá sou eu mesmo, não tenho que engolir sapo, nem que escutar um pregador propagando o final dos tempos e o fim da espécie humana. Para mim o ser humano acabou faz tempo. Vive pelos seus instintos, na sua animalidade desrespeitando a tudo e a todos.
O Instituto Unisol em convênio com a Unimed e a Prefeitura Municipal de Sousa instalaram o projeto Pro-rampas na c…

Bandeira Nacional, é preciso amá-la!

Não vejo nada de estranho na pesquisa da Embratur, relacionando a nossa Bandeira Nacional como o símbolo preferido dos turistas estrangeiros, que aqui vem para se deliciar com nossos 8.500 Km de praias, as mais belas mundo. Nossa bandeira ganhou na preferência dos estrangeiros, de ícones nacionais como a estátua do cristo redentor, como o futebol pentacampeão, como a nossa feijoada e o nosso tradicional feijão com arroz. É de se estranhar, porque o brasileiro em geral vive com a auto-estima sempre em baixa, reclamando de tudo, e não tem o perfil nacionalista de países como a França, a Inglaterra ou Estados Unidos da América.
Foi uma sacudida em nosso ego, e vindo de turistas estrangeiros, tanto melhor. Porque somos o maior exportador de grãos e carne do mundo. Estamos entre os maiores consumidores de telefonia móvel do mundo e temos um dos maiores parques de tecnologia de informática do planeta; Somos autosuficientes na produção de…

Cinema na Cidade

Uma grande notícia para as cidades brasileiras com média populacional de 20.000 a 100.000 habitantes e que não tem salas de cinema. O Ministério da Cultura e o Ministro Juca Ferreira em parceria com a Agência Nacional de Cinema, criaram um projeto audacioso para difundir e aumentar o consumo de filmes no país. Chama-se "Cinema na Cidade" estabelecendo alternativa para que prefeitos e gestores culturais possam através dessa ideia genial do Ministério da Cultura, instalar nas cidades brasileiras de pequeno porte, um cinema. No projeto que pode chegar a R$: 1.500.000,00 os prefeitos podem construir para instalar o projeto ou fazer uma reforma em prédio já existente no seu município. O projeto tem como prioridade duas salas de projeção com até 250 lugares, uma bomboniere e equipamento de exibição dos filmes. Outro ponto forte do projeto, é que o município tem que fazer uma licitação para contratar uma empresa exibi…

Convocação Geral: Alô Movimento Cultural!

A terra no seu movimento de rotação e translação movimenta-se de forma continua em volta do sol e sobre seu próprio eixo, como os ventos que movem moinhos e mares e toda a vida de nosso planeta criando o ditado "ao sabor dos ventos"! Tudo se move, tudo se transforma, tudo acontece no planeta desde as placas tectônicas provocando terremotos, maremotos, tsunamis, até os vulcões com magmas ativos, expelindo larvas, cinzas e enxofre sobre leitos de rios e vales na sua atividade constante em função do movimento. É o movimento que dá vida às coisas, que transforma, que muda como mudam as estações, os dias, as marés, as aves migratórias, os peixes na época da piracema, como mudam os nômades.
Quero alertar o movimento cultural sousense, os artistas de um modo geral, a sociedade sousense para que no próximo mês de Dezembro/09 possamos discutir e nos manifestar em torno da eleição dos membros do Conselho Municipal de Cultura e consequentemente a criação do seu regimento interno, e a el…

Sonhos Literários

Quem tem a memória sem consciência
tem que salvar o texto na mente
antes de acordar.

O sonho roda dentro da gente
e na fita fica gravado.
só se esquece o que sonha
quando ele é mal filmado.

Aprenda a escrever durante o sonho
quando ele for literário,
porque é escrevendo os sonhos
que se publicam realidades.

O sonho é uma chance
que não deve ser disperdiçada,
não se esquecem sonhos
quando eles são literários.

Ulisses Maia (Angola/África)

SOU POETA DE CORDEL!

Eu me chamo Edilberto
e nem é bom me provocar
em se tratando de cordel
gosto de me aventurar
fazendo da poesia
minha arma e meu lugar

Só não faço apologia
e tampouco me aventuro
a cantar sem ter prazer
não sou fogo de munturo
tampouco tábua no mar
e não preciso de escuro

pra poder me destacar
para cantar meu repente,
preciso sim, de leitores
dessa gente consciente
que devora meus escritos
de uma forma indigente

e com fome de saber
porque o prazer do poeta
é ser lido, ser escutado
de uma forma completa
ter sua obra entendida
ter sua obra seleta

sem diferença de estilo
de classe gramatical
seja leitura acadêmica
romântica ou social
tenha a força do cordel
preserve o tradicional

com a força de Patativa
e de tantos repentistas
e poetas de cordel
que em suas narrativas
criaram um encantado
mundo de coisas vivas

no imaginário popular
como pedro Malazarte
e Chicô o saltimbanco
fazendo de sua arte
a graciosidade infante
do riso e sua parte

Quem quiser saber de mim
me procure na poesia
nos artigos, nos ensaios
no canto, na alegoria
na mús…

PRÊMIO LINDUARTE NORONHA

A Subsecretaria Executiva de Cultura do estado da Paraíba, prorrogou até o dia 20/11 as inscrições para o Prêmio Linduarte Noronha de Cinema cujo edital premia projetos de audiovisual de Curtas de Ficção e Documentário. A iniciativa visa dar incentivo para a produção de cinema na Paraíba e fomentar a criação e a produção de cinema no estado. Os produtores, diretores, atores, roteiristas e demais envolvidos com a sétima arte que procurem a secretaria para inscreverem os seus trabalhos até o dia 20 deste mês. O prêmio Linduarte Noronha oferece R$: 200.000,00 (Duzentos Mil Reais) para os classificados. Será lançado um Dvd com os melhores 9 projetos de audiovisuais escolhidos pela comissão.
Maiores informações www.sec.pb.gov/cultura

Edilberto Abrantes.

Polêmica no ar...

O cantor e compositor baiano Caetano Veloso se envolveu em mais uma polêmica, mais uma entre tantas que fazem parte de seu currículo, e que fazem de sua vida artística um referencial. Caetano gosta de ser polêmico, sabe administrar magistralmente este seu lado marketeiro, mantendo-se sempre em evidência. Na verdade Caetano deu uma entrevista à Jornalista Sonia Racy de O ESTADO DE SÃO PAULO na qual chamou o presidente Lula de "analfabeto", "grosseiro" e "cafona", tudo isso pela defesa de sua preferência política em favor da candidata à presidência do (PV-AC) Marina Silva. Segundo o artista baiano, Marina Silva representa o novo e será um passo à frente. Sua nova opção política é polida, culta, sabe falar e escrever, e parece-se com Barack Obama presidente dos EUA - tem a cor escura e é elegante, tem charme e sabe se destacar.
Chamar o presidente de grosseiro e analfabeto para Caetano é natural e não deveria gerar polêmica, já que todo mundo acha isso, mas …

Rastros do Descaso...

Pega ladrão! estão roubando as pegadas dos dinossauros no vale da fazenda ilha, para ser exato nas proximidades do sítio Piau; e o engraçado, é que além de não cuidarem bem do monumento tombado pelo patrimônio Histórico e que é palco de visitação de gente que vem do mundo inteiro, agora deram para surrupiar as pegadas, da forma mais vil, com a desculpa de doação para estudos em universidade. Uma pedra é uma pedra; um fóssil é um fóssil; um picareta é um picareta; um predador é um predador; um monumento entregue ao descaso e ao desmantêlo está fadado a ser um fracasso, porque a politicagem cria seus monstros com alto poder destrutivo, que sequer sabem o significado e a importância da grandeza do vale dos dinossauros. Por isso vamos depredar, vamos acabar, vamos fazer doação porque o vale é uma instituição filantrópica e vive de fazer caridade doando o seu acervo a quem interessar possa. Isto é uma vergonha! uma falta…

O Peso da Conquista

Buscar algo
é imaginar o desejado
querer o conquistado,
perder o medo.

Correr desenfreado,
chegar com o gosto amargo.
engolir e ser invejado,
por acreditar deixar um legado!

O peso da conquista
está nos lábios, na cabeça, ao lado,
incomoda!

A responsabilidade é algo representado
por atos nos tablado.
fatos e fotos mostrados
não pode estar errado.

Toda conquista
tem seu preço e sua renúncia!
Por isso, sejamos a conquista
porque o peso carregamos todos os dias!

Osnildo Silveira.

Veja o especial do iG sobre a queda do Muro de Berlim

SÃO PAULO – Vinte anos após a queda do Muro de Berlim, as diferenças entre os lados oriental e ocidental da Alemanha, separados e administrados por regimes políticos distintos durante 44 anos, diminuíram consideravelmente. Mas disparidades sociais, econômicas e culturais ainda estão presentes no cotidiano dos alemães, segundo especialistas ouvidos pela reportagem do Último Segundo. Veja o especial do iG sobre a queda do Muro de Berlim
Esta é uma das reportagens que fazem parte do especial sobre os vinte anos da queda do Muro de Berlim. Entrevistas, artigos, infográficos, galerias de fotos e vídeos buscam mostrar o impacto político, econômico e cultural de um dos fatos históricos mais importantes do século 20.DivulgaçãoCom a queda do Muro, população pôde atravessar a fronteira Um relatório sobre o estado da unificação divulgado anualmente pelo governo alemão mostra que entre 2006 e 2008 foram investidos US$ 60 bilhões no apoio a negócios e reformas de infraestrutura na Alemanha Oriental…

O Mundo vai acabar???

Desde que o mundo é mundo se ouve pelos quatro cantos deste vasto planeta azul, que o mundo vai acabar. Os falsos profetas do apocalipse, dessa hecatombe mundial que varreira como um todo povos, cultura, costumes, tradições, crenças e todo um legado de civilização, vivem a propagar aos quatro ventos para quem quiser ouvir e tirar suas próprias conclusões. É chato saber que o mundo vai acabar! Mas tambem é bom porque um bocado de cabras safados vai junto. Um bocado de corruptos e corruptores irão queimar nas profundezas do inferno e pagar toda sua safadeza, toda sua vilania. Ih, já estou gostando da ideia do mundo se acabar. Já pensou, quantos magnatas tomando banho em champagne e whisk doze anos tendo que deixar tudo, não podendo levar nada? Ih, vão morrer antes da catástrofe final. E as dondocas e mademoiselles que gastam milhões cuidando de seus cachorrinhos em spas e hotéis para cães a peso de ouro? com suas festas…

Arte e Cidadania

O Projeto Matriz das Artes da Fundação de Cultura de Sousa , Arte e Cidadania na feirinha de artesanato que acontece todos os domingos na praça Bento Freire-Praça da Matriz, tem sido um enorme sucesso de público e de crítica, porque mudou a cara da praça que antes vivia às escuras nas noites de domingo, se tornando um ponto de referência para malfeitores e delinquentes que amedrontavam os frequentadores da praça . O Matriz das Artes mudou o comportamento dos frequentadores da praça que em vez do medo passaram a trazer seus filhos, parentes e amigos, absorvendo a ideia de cultura e lazer nas noites de domingo na praça da Matriz em virtude da Feira de Artesanato e Gastronomia com comidas típicas da região, artesanato em fibra da banana, bucha vegetal, pano, madeira e barro e shows no palco do coreto da praça. Shows com artistas da melhor qualidade e expressão musical.
Quero lembrar às pessoas que frequentam o projeto, que arte e …